« Home | o OdG feito pelos seus leitores » | terra, mar e baby-sitting » | déjà vu » | a fuga » | homo videns (ou A Invenção de Morel revisitada) » | saudade » | a tal noite escura » | para um novo proverbiário - II » | ah bruto! » | para um novo proverbiário - I » 

11 novembro 2004 

um conto com a 11ª tese sobre Feuerbach dentro



- Um café e um garoto, por favor.
Regressado das profundezas do bar, o empregado colocou o café diante do senhor e o garoto à frente da senhora. Eles riram e inverteram as chávenas. Como fazia calor, era fim-de-semana, e o jornal tinha muitos suplementos, decidiram continuar na esplanada.
- Um fino e um sumo, por favor.
O empregado trouxe o fino ao senhor e o sumo à senhora. "Não, é ao contrário" disseram, e trocaram os copos.
Lido o jornal, decidiram-se pela partida. Pediram a conta e o empregado colocou-a diante da senhora.
Ela levantou-se teatralmente e espetou-lhe um bufardo.

|