« Home | retratos: o espumante » | panteísmo ou o mundo depois do terramoto » | genesis da natureza » | o'neill » | a matemágica » | um conto de Natal (ou o que verdadeiramente quer d... » | still the wrong way » | amina (pensando em) » | elas erguiam-se azuis » | o nome do nome » 

30 dezembro 2004 

retratos: as passas



Ao contrário do que se pensa, a grande maioria das uvas passas são seres racionalistas. Não têm deuses nem superstições. Vivem uma existência metódica, entre açucar e desumidificadores, intensamente devotada ao cultivo das suas rugas. Somos nós que ao comê-las em doze lhes damos a sua religião ausente.

|