« Home | united colors of summer » | Coimbra, vinte e dois de Agosto » | antes o poço da morte » | o campo (que bem que se está) » | fulminar » | três catástrofes nacionais (para além do fogo) » | memória das cidades futuras » | ceptro e sismo » | o manto diáfano dos incêndios » | haiku (ao meu novo animal de estimação) » 

24 agosto 2005 

com sorte ainda me chamam "antropocêntrico"



Era uma frase imbecil que punha tudo em causa: a passagem do mito ao logos, as revoluções, as heresias, o ascetismo, o anarquismo, o sufragismo e a exigência. No fundo, chamava "entrecosto" aos ossos do mundo. Dizia: "Chimpanzés são conformistas em termos sociais, tal como os seres humanos" (Público, hoje, última página). O texto, porém, só falava de chimpanzés. Às vezes a lógica é uma batata. Ou uma banana.

|